Buscar
  • Alencar Oliveira

Novas tecnologias como ferramenta de inteligência empresarial



O ambiente altamente variável exige que as organizações tenham uma atitude positiva e respondam rapidamente às demandas do mercado. A dinâmica global exige que os gestores com informações e conhecimento permaneçam competitivos em um ambiente de negócios. A utilização do modelo de integração organizacional e da tecnologia de análise de dados e geração de informações pode permitir tomadas de decisão mais eficientes e ágeis.

Pode-se entender, portanto, que para ocorrer tomadas de decisões de maneira mais acertada, faz-se necessário uma análise do negócio onde haja o entendimento do real motivo pelo qual algo acontece, bem como, uma previsão do que pode ocorrer no futuro - sem descartar a análise histórica.


Com base nisto, a Inteligência Empresarial (BI), surge como uma ferramenta tecnológica que vem favorecer aos gestores nas tomadas de decisões, pois é capaz de processar grandes quantidades de dados, extrair informações e transformá-las em conhecimento.


O uso da ferramenta Business Intelligence – BI - atrelado ao ERP organizacional, tem como foco o tratamento dos dados disponíveis no banco de dados empresarial os transformando em informações para o gestor, como citado anteriormente. Essa dinâmica ocorre através do cruzamento de dados, onde o BI analisa, organiza e disponibiliza projeções para facilitar a tomada de decisão corporativa, gerando conhecimento estratégico para instituição na pré-decisão e na análise pós-decisória, conhecida como Inteligência de Negócio. Segundo os detentores da nomenclatura Gartner Group 2011:


A utilização do BI está no foco de obtenção, organização, análise, compartilhamento e monitoramento de informações, dando suporte aos gestores. A concepção do BI oferta infraestrutura, ferramentas e melhores práticas que permitem o acesso e a análise de informações para melhorar e otimizar decisões e desempenho. (Gartner Group, 2011)


O funcionamento da ferramenta se inicia com a coleta de dados feita pelo ERP. Estes dados o BI determina atributos a serem analisados como: riscos; oportunidades; produtividade; rentabilidade; posicionamento; e outros. Feito isso, organiza e disponibiliza para acesso dos gestores. Através desta criação de conhecimento, os dirigentes tomam decisões e acompanham os resultados de suas ações. Doyle (2018) explica:


Business Intelligence significa Inteligência de Negócios. É um conjunto de teorias, metodologias, processos, tecnologias e estruturas que transformam grandes quantidades de dados que, sozinhos, não significam muito, em informações essenciais para uma boa gestão. (Doyle, 2018)

Gomes e Costa (2013), discorrem sobre a exigência do mundo contemporâneo, que exige das organizações a ágil capacidade de atender às demandas do mercado e ao mesmo tempo se atentar às tendências para criarem vantagem competitiva e posicionamento mercadológico. Desta forma, na esfera da tomada de decisão é necessário vislumbrar vários futuros, para assim ter um maior acompanhamento do ambiente externo, tendo estrategicamente várias alternativas de decisão conforme o movimento mercadológico.

Diante da abordagem acerca da Inteligência Empresarial, é notório que tal ferramenta resgata uma união de várias técnicas e tecnologias que, trabalhando de forma conjunta e ordenada, podem trazer grandes benefícios para as empresas.


4.1 E-BUSINESS


A facilidade de acesso à internet criou um novo canal comercial há alguns anos. Atualmente, aproximadamente 70% da população do Brasil está conectada à rede. Essas informações estatísticas se somam às mudanças ocorridas no comportamento do consumidor e abrem portas para inúmeras oportunidades de negócios.


O fato é que a transformação digital não só moderniza muito o trabalho que a empresa tem feito, mas também traz uma série de atividades e modelos empresariais de última geração, denominados Negócios Digitais.


A DocuSing (2018), define Negócios digitais:


Os negócios digitais são aqueles que fazem uso da tecnologia e da internet para desenvolver e comercializar padrões mais modernos de produtos e serviços. É uma outra era de mercado, revolucionada pela web, em que consumidores e fornecedores estão cada vez mais conectados.


Considerando o rápido desenvolvimento da tecnologia é necessário atualizar e aprender continuamente. Atualizar informações e tendências tornou-se condição necessária para a manutenção da competitividade.


Proporcionar uma experiência cada vez melhor é um diferencial importante, porque as pessoas estão dispostas a pagar por isso e mostram um interesse contínuo nesta área e, no contexto desta oportunidade, o e-business é um grande diferencial competitivo.


Para DocuSing ainda, O e-business tem um formato mais amplo. Contempla as relações comerciais com parceiros e fornecedores, além dos clientes, e mantém uma estrutura completa de processos setorizados. Ele pode agregar um conjunto de sistemas eletrônicos aplicados ao negócio:


  • ERP (Enterprise Resource Planning ou Sistema Integrado de Gestão Empresarial) — ferramenta que integra e gerencia todas as atividades diárias da empresa;

  • SAC (Serviço de Atendimento ao Cliente) — meio utilizado para estabelecer contato com o cliente, tirando dúvidas e recebendo sugestões e reclamações;

  • CRM (Customer Relationship Management ou Gestão de Relacionamento com o Cliente) — é um conjunto de práticas e tecnologias com foco no cliente, para gerenciar todas as interações e usar as informações estrategicamente para aumentar as vendas;

  • BI (Business inteligence ou Inteligência de Negócios) — softwares capazes de processar dados de outros sistemas. A partir deles, são mapeados cenários e fornecidas previsões de resultados como suporte ao planejamento corporativo;

  • SCM (Supply Chain Managment ou Gestão da Cadeia de Suprimentos) — sistema que possibilita o gerenciamento dos processos de logística;

  • E-commerce — plataforma de comércio eletrônico que pode ser utilizada como uma das estratégias do e-business.

O e-business serve para auxiliar processos de negócio. Em outras palavras, nada mais é do que os sistemas de informação que facilitam as atividades de uma empresa no meio digital. Só para exemplificar um pouco mais, é tudo o que acontece desde o momento que você pesquisa, compra e recebe um produto digital.


A escolha por trabalhar com o e-business é bastante atraente e tomando conhecimento e as devidas precauções é possível tornar a empresa mais visível, vantajosa e expandir o negócio via internet, inclusive para um potencial ampliação de mercado.



69 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo